OBREIROS DE CRISTO - JPN

OBREIROS DE CRISTO - JPN

quinta-feira, 11 de outubro de 2012




Efésios 5:18
18 - E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito;



Ser cheio do Espírito Santo é viver um estilo de vida caracterizado pela alegria.
Para falar algo positivo, o apóstolo começa como algo negativo. "Não se embriaguem"; não vivam na "libertinagem".
A Bíblia se apropria do vinho pela alegria que traz. Celebramos a Ceia do Senhor com vinho, para indicar também a nossa alegria pela salvação que Jesus nos deu. Mas a alegria do vinho é passageira. Precisa ser bebido sempre.
As pessoas bebem para celebrar o grupo em que se encontram, para esquecer seus problemas (mágoas) e para ter uma alegria que dura enquanto a droga circula pelo corpo. É alegria artificial, química, que nos tira, conforme a dose, a razão plena, podendo levar à libertinagem. No Brasil, a cada ano, 50% (ou 26 mil) de todas as mortes no trânsito são provocadas pela ingestão de álcool.  Ainda assim continuamos brincando com o álcool na sociedade brasileira, com leis muito suaves para os assassinos e muita propaganda a estimular o prazer da bebida, não importa que tire os reflexos das pessoas ou que se transforme em dependência, porque todos estão seguros que essas coisas só acontecem com os outros.
A alegria que vem da plenitude do Espírito Santo não depende de algo exterior, mas da presença do Espírito Santo em nosso interior. A alegria no Espírito Santo não precisa de bebida e de nenhuma outra droga. Na verdade, dispensa-as radicalmente. Cristãos: não se embriaguem. Cristãos: radicalizem: não bebam.
A alegria que vem da plenitude do Espirito Santo não depende sequer de um culto "animado". Ao contrário, um culto "animado" deve ser consequência da alegria do Espírito Santo em nós.
A alegria que vem da plenitude do Espírito Santo não precisa de libertinagem para acontecer. Há cristãos que, embora tendo o Espírito Santo morando neles -- eis o grande sacrilégio porque rodos os cristãos têm o Espirito Santo morando neles ! -- entregam o seu corpo ao sexo fora do casamento (heterossexual ou homossexual), suas mentes à pornografia, seus lábios às palavras torpes (com palavrões e piadas imorais), seus corações aos desejos impuros. Muitos precisam deste tipo de alegria. Quem precisa deste tipo de alegria não está sendo cheio do Espírito Santo, mas de outros espíritos.